qua, 24/05/2017 às 13:38 | Actualizado em:

Piscicultura joga um papel importante na redução da pobreza

por: Afonso Mizalaque
Piscicultura joga um papel importante na redução da pobreza

A Governante que falava no encerramento do seminário de formação básica e treinamento de Aquicultura, sublinhou que o aumento do conhecimento sobre as técnicas melhoradas do cultivo das espécies aquáticas que ocorrem na água com ênfase para o peixe contribui igualmente para o desenvolvimento das comunidades rurais.
O fomento da Aquicultura através do Ministério das Pescas é uma prioridade do Executivo que virá a garantir a segurança alimentar das populações, diversificando a produção e complementando a renda das famílias no meio rural, com impacto na redução da pobreza por ser uma actividade geradora de emprego.

A Ministra Victória de Barros Neto sublinhou que o seminário oferece um soberano momento para transmitir através das diferentes temáticas que aqui foram ministradas, a importância desta actividade no desenvolvimento locais e não só, permitirá também a troca da informação e partilha de experiências. Ainda realçou que o fomento e desenvolvimento sustentável da Aquicultura é crucial e considerável a nível mundial uma alternativa, para o aumento do pescado oferecendo um enorme potencial para responder a procura de alimentos ricos em proteínas animal reduzindo as importações deste produto e aumentando as exportações do sector não petrolífero.

O Governador da província do Cuanza Sul, Eusébio de Brito Teixeira, sublinhou no certame, a necessidade da aposta na Aquicultura familiar, sem esquecer a empresarial, solicitando o apoio do Ministério para a assistência técnica e material.

O programa de formação abordou aspectos relacionados com a definição das diversas áreas da Aquicultura, tipos de sistemas e espécies alvos de cultivo, gestão da alimentação, qualidade da água, descrição das infraestruturas aquícolas, bem como o cultivo da Espirulina (alga que constitui um superalimento proteico e seguro para alimentação humana) .