ter, 15/08/2017 às 14:42 | Actualizado em:

Inaugurada Academia de Pescas no Namibe

por: Afonso Mizalaque
Inaugurada Academia de Pescas no Namibe

A Primeira Academia de Pescas e Ciências do Mar foi inaugurada há uma semana, na cidade de Moçâmedes, província do Namibe, pelo Vice-presidente da República, Manuel Vicente. A academia alberga mais de 500 alunos, é uma Instituição de ensino Superior ligada ao sector das pescas, que tem como objectivo principal a formação de especialistas e técnicos na área das pescas e ciências do mar na República de Angola.

A instituição é constituída por três faculdades, nomeadamente a de Pescas, de Processamento de Pescado e de Exploração de Recursos Aquáticos. A Academia de Pescas e Ciências do Mar está habilitada para formar técnicos superiores em várias especialidades. O centro estará aberto também para receber estudantes estrangeiros, fundamentalmente do continente africano.

A ideia da contrução da academia de Pescas surgiu do Presidente José Eduardo dos Santos na cidade de Varsóvia, aquando da sua visita a Polónia em 2003. Cinco anos mais tarde, em 2008, o Presidente da República procedeu ao lançamento da primeira pedra da Instituição inaugurada recentemente. Os 500 alunos distribuídos nos cursos de licenciatura em Navegação, Administração e Gestão, Mecânica Naval, Tecnologia e Organização de Processamento de Pescado, além de Aquicultura e recursos marinhos disponíveis na instituição.

A Academia funcionará com a Faculdade de Pesca, Faculdade de Processamento de Pescado e Faculdade de Exploração dos Recursos Aquáticos. A formação dos 20 primeiros professores angolanos na academia está assegurada pela Polónia. Além da formação, está assegurado também a empreitada de USD 62,8 milhões USD da na construção da Academia de Pescas e Ciências do Mar do Namibe, por parte do banco polaco, Bank Gospodarstwa Krajowego (BGK).